domingo, 15 de janeiro de 2017

Intercâmbio na Austrália - Por onde começar?


Postamos recentemente nas nossas redes sociais sobre a mudança da Silvia para a Austrália no dia 14 de janeiro. Muitas pessoas entraram em contato pedindo mais informações, valores, dicas e tudo mais e nós iremos postar sem sombra de dúvidas muito conteúdo voltado para quem deseja mudar para lá.

Mas antes de mais nada, por que escolhemos a Austrália?





Para quem não sabe, esse é nosso segundo intercâmbio. O primeiro foi em Malta, em janeiro de 2016. (todos os detalhes neste post AQUI). 
Malta foi uma experiência maravilhosa, mas muito curta. Ficamos apenas 1 mês na ilha e quando voltamos ao Japão já tínhamos certeza que iríamos fazer um novo intercâmbio, mas desta vez mais longo e com um objetivo diferente. Nossa primeira opção foi a Nova Zelândia pois o valor seria muito mais acessível do que a Austrália. Contudo, com o passar dos meses e depois de algumas pesquisas, constatamos que a Austrália seria a melhor escolha. Não só pelos valores, mas também pelos cursos que iríamos fazer. 
(Temos muitas informações sobre esse tópico inclusive se você estiver em dúvida entre Austrália e Nova Zelândia! Vai render um post ou um vídeo com certeza!)

Dica 1 - Defina antes de mais nada, o país que você deseja ir. 
Se ficamos com muitas opções na cabeça, causa uma confusão tão grande, que não conseguimos nos focar em nada direito. Foi assim durante a terrível dúvida entre Nova Zelândia e Austrália. Decida para onde você quer ir, mas antes de fazer isso, coloque num papel os pontos fortes e fracos de cada lugar.

Dica 2 - E realmente, coloque num papel!  
Eu recomendo fortemente comprar um caderninho só para fazer essas anotações! Pesquisas já comprovaram cientificamente que  escrever à mão nos ajuda a focar no essencial e reter conceitos com mais facilidade. 
Acredite: escrever seus objetivos pode ajudar mais do que imagina! (texto interessante AQUI)

São diversos países que possuem programa de intercâmbio de inglês, desde Estados Unidos até Singapura. Mas são poucos que permitem que o aluno trabalhe enquanto estuda. O Canadá está com uma série de restrições e já não permite mais que estudantes de um simples curso de inglês trabalhe. Para trabalhar no Canadá, é necessário estar matriculado num "college". (quem quiser saber mais sobre Canadá, recomendo o "Canadá para Brasileiros" dos irmãos Prezia).
Atualmente, os países que ainda possibilitam que o aluno de um curso de inglês simples trabalhe e estude são: Nova Zelândia, Irlanda e Austrália. 

Isso pesou muito na nossa decisão pois nossa intenção é sem sombra de dúvidas trabalhar para custear nossa estadia. Ou seja, tivemos que escolher entre esses 3 países e ficamos com a Austrália. 
Em outro post irei explicar com mais detalhes quais são as reais vantagens da Austrália, principalmente para quem quer sair do Japão.

Japão X Austrália

Nós sabemos que a situação no Brasil está ainda instável, o que levou muitos conterrâneos a deixar nosso país em busca de melhores oportunidades. 
Mas por que deixar o Japão?
Um país de primeiro mundo, com uma economia estável, seguro, com emprego e tudo mais. Afinal, por que deixar TUDO?
Mas para você, o que é "TUDO"?


O "TUDO" de cada um é diferente na minha opinião. Uns acham que ter uma casa é seu "TUDO", outros um carro, outros ainda preferem acreditar que o "TUDO" é seu negócio.
Não existe regra. Não existe "certo" ou "errado". Existe ao meu ver, o que é certo para cada um! O que faz bem para cada um! E isso é totalmente individual e intransferível. Para mim, o "TUDO" sempre foi realização pessoal e profissional. Acordar na segunda feira sabendo que meu trabalho fará diferença no mundo e que terei um bom legado a deixar para os meus quando partir. E apesar de AMAR o Japão com todas as minhas forças, sempre soube que meu lado profissional estaria extremamente restrito aqui bem como o educacional. 

Mas a questão é: estamos querendo mudar pelos motivos certos? 

Afinal, qual é o seu propósito? 

Essa pergunta pode parecer boba mas acredite: a resposta irá fazer total diferença na sua vida. Ter os motivos certos nos mantém focados no nosso objetivo. 

Propósito é muito importante. Tão importante como ter um corpo saudável,  uma mente afiada.

"Propósito é seu motivador mais importante"

Se você tiver um propósito, você vai conseguir se manter motivado sempre. A energia do propósito dá força para a gente agir em todas as dimensões da nossa vida. Traz mais paixão, mais perseverança, mais comprometimento. 

Mas como achar meu propósito real?

Por que fazer um intercâmbio, me mudar para a Austrália, é importante? Por que que eu quero ir para a Austrália? Qual é o propósito maior desse objetivo?

A primeira coisa a se fazer é pensar na seguinte questão: quanto do meu propósito está motivado por vetores negativos e positivos?
(vetores = motivadores, condutores)

Usaremos como exemplo a mudança para a Austrália mas você pode trocar o "Austrália" por qualquer outro objetivo que você deseja alcançar. Ou seja, essa reflexão serve para todos os âmbitos da vida, não só estudos.

Muitos podem pensar em um primeiro instante:
- "Ah quero mudar para a Austrália para não ter que trabalhar em linha de produção, não quero ser igual ao pessoal da fábrica" 

Esse pensamento é um vetor (motivação) negativo.  Pode funcionar como um "empurrão" inicial mas não vai perdurar por muito tempo. O seu propósito tem que estar alinhado com algo muito maior e muito mais funcional para a sua vida.
Um bom exemplo de vetor positivo para mudar para a Austrália é querer novas experiências para minha vida, conhecer novas pessoas, nova cultura e aprender um novo idioma.

Percebem que olhando por essa perspectiva até a energia que colocamos no nosso objetivo muda? 

O que é mais legal pensar: fugir da fábrica ou ter novas experiências?

Toda essa reflexão ajuda a gente a entender melhor nossos sentimentos e a nos preparar para novos desafios. E falaremos muito de autoconhecimento nos nossos próximos posts também, pois enfrentamos muitas etapas complicadas durante todo o processo. Muitos até desistiriam. Mas o que nos deixou firmes foi ter os motivadores corretos, pensar no positivo, no que queremos e não no que não queremos.
Será que você está motivado por fatores negativos? O medo de fracassar, a raiva de não evoluir, lutando contra alguma imperfeição? 
Coloque positividade nos seus propósitos e tenha certeza que muitos caminhos irão se abrir e os chamados "obstáculos" se tornaram "etapas" na sua vida!

Então para fechar esse post, um resumo simples para sair do zero:

  1. Decida antes de mais nada o país para qual você quer ir. Pesquise MUITO em blogs, vídeos, fale com pessoas que já foram ou estão no local e analise todos os prós e contras de cada lugar.
  2. Compre um caderno e coloque no papel seus objetivos.
  3. Encontre o seu propósito real. Tenha certeza que ele te motivará ao longo da sua jornada, não deixando desanimar mesmo diante dos maiores desafios. E eles aparecerão, acredite!

Continuaremos nos próximos post falando de documentação, escola, hospedagem e muito mais! 

 Acompanhe a Silvia em tempo real pelo Instagram, @comeceporaqui


Até a próxima! 

Amanda

Um comentário:

  1. Obrigada Clube da Necessaire por compartilhar tantas informações com a gente! Adoro os posts sobre viagens do blog! Adoro também os textos em que vcs falam sobre motivação e realização pessoal. Eu e meu namorado estamos planejando um intercâmbio para 2018...estou ansiosa para os novos posts da Australia! Beijos, Fernanda.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!