sábado, 2 de julho de 2016

Sugestão de roteiro para o feriado - A maravilhosa Kansai!

Vista do ViewLand


O feriado de agosto já está chegando e para quem ainda não tem idéia do que fazer nestes dias de folga, que tal explorar locais na região de Kansai?
Vou começar a postar no blog alguns roteiros de viagem que já testei pessoalmente, funcionaram muito bem e vale a pena compartilhar com vocês!
Começando por uma rota muito interessante que mistura de tudo um pouco! Natureza, história, comida típica e muito mais! Vamos lá?




Este roteiro eu fiz para poder aproveitar o feriado de maio daqui do Japão. Conseguimos realizar todas as atividades em 3 dias de forma bem tranquila e gostosa! Acho que é uma boa pedida para quem quer conhecer locais interessantes do Japão, sem gastar muito e que fogem um pouco da rota comum.

Exploramos duas províncias, Kyoto e Hyogo. Um resumo da nossa viagem:

  • Saimos de Shiga e partimos para Miyama (Kyoto), seguido por Maizuru (Kyoto). Na manhã do dia seguinte conhecemos Amanohashidate (Kyoto) e na parte da tarde rumamos para Izushi (Hyogo). No dia seguinte acordamos bem cedinho para aproveitar o Castelo Takeda (Hyogo) e a tarde já no caminho de volta aproveitamos para conhecer a Expocity em Osaka. (não vou considerar mais 1 província conhecida no roteiro pois fica bem no caminho da volta para casa, ai vai depender por onde que cada um deseja voltar)
Miyama → Maizuru Amanohashidate → Izushi Castelo Takeda


O começo
 

Por que Miyama?

Miyama é um daqueles lugares que você sempre vai lembrar. Possui uma atmosfera única e certamente proporciona uma experiência bem diferente. Começando pelo caminho em si. Você se sente entrando em uma outra dimensão.  Verde para todos os lados, montanhas a perder de vista, rios,  estradas completamente vazias, inclusive com pouquíssimas opções de lojas de conveniência (eu só vi uma, rs e daquelas bem rústicas) e posto de gasolina não vi nenhum, rs! É aquele passeio para fugir um pouco da correria do dia a dia, uma completa imersão em tranquilidade e silêncio.
 



Chegamos em Miyama em pouco mais de 2 horas de viagem. O caminho é muito fácil, não tem como se perder. A primeira impressão foi incrível! Parecia que eu estava vendo a pintura de um quadro de tão belo e grandioso. Uma vila que transporta você de volta no tempo! O vilarejo é o Kayabuki no Sato, você irá ter a sensação do Japão antigo com um forte senso de comunidade e ligação com a terra.
O estacionamento é gratuito e basta parar o carro e ir caminhando devagar para apreciar cada pedacinho daquele lugar. A entrada também é gratuita.



A arquitetura com telhado de palha é o que mais chama a atenção. Mas cuidado, o lugar é habitado por moradores locais mesmo então nada de fazer muito barulho ou chegar muito perto das entradas das casas para fotos pois realmente são propriedades privadas, rs! Contudo, na vila você pode curtir as galerias de arte, cafés e lojinhas.
 
 


Não deixe de provar o sorvete de leite e o pudim de ovos do +café, tudo feito com produto local! No dia que fomos tinha também uma pequena feirinha onde havia várias comidas típicas, acredito que deva ser algo que acontece sempre ali! Então se puder, confira as guloseimas diferentes! Tudo lá é feito pelos moradores locais, com produtos 100% orgânicos, produzidos ali mesmo em Miyama!






A vila toda pode ser feita em 2 a 3 horas, dependerá do quanto de tempo você tem disponível. Se for para ver tudo com calma, tirar fotos, experimentar as comidas, reserve 3 horas do seu roteiro.

Como saímos de Shiga já tarde, chegamos em Miyama quase às 14h! Assim que saímos de lá passamos em Maizuru que fica bem no caminho do nosso destino final, Amanohashidate.

 

Maizuru




Maizuru é uma cidade portuária que você consegue olhar em menos de 1 hora. Lá você pode aproveitar para tirar algumas fotos no Maizuru Brick Park, construído em 1901 para ser utilizado como armazém de armas e hoje  abriga o maior museu de tijolos do mundo! A entrada é gratuita para quase todas as áreas!

Terminamos nosso passeio junto com o entardecer e rumamos para Amanohashidate!

 Amanohashidate


Junto com Matsushima em Miyagi-ken e Miyajima em Hiroshima-ken, Amanohashidate foi nomeada uma das 3 paisagens mais famosas do Japão.

Chegamos em Amanohashidate no começo da noite, ficamos hospedados no hotel City Kameyama, muito bem localizado mas com um café da manhã bem pobrezinho hahahaha!!

Na manhã seguinte, fomos direto para conhecer a famosa Amanohashidate! Em menos de 20 minutos chegamos próximo à estação de trem local.


Dica - Há vários estacionamentos na rua principal, a da estação de trem. Contudo, chegue cedo para conseguir uma boa vaga. Os estacionamentos são naquele estilo rústico mesmo, terrenos aqui e ali e funcionários chamando você para estacionar!

Assim que paramos o carro, o primeiro ponto que fomos visitar foi o Amanohashidate Viewland! Comece por ali pois assim facilitará muito a sua caminhada!
Na rua principal da estação você irá avistar várias placas indicando o Viewland! Muito fácil de achar, não se preocupe! Chegando lá basta pegar o teleférico (custa 850 ienes ida e volta) e subir até o topo da montanha. De lá você irá conseguir visualizar perfeitamente toda a extensão da Amanohashidate, uma vista linda diga-se de passagem!
Após curtir o lugar, desça novamente até a rua da estação e siga para a entrada da Amanohashidate. Lá perto você vai encontrar diversas lojas que alugam bicicletas! 




Dica  - O jeito que escolhemos para conhecer foi ir de bicicleta e voltar de barco e super recomendo! O aluguel é baratinho, pagamos 800 ienes num ticket que incluía bicicleta e o trajeto de barco da volta!

O caminho para cruzar toda a extensão leva cerca de 20 minutos. É um trajeto muito agradável, com muitas árvores, banheiros e o belíssimo mar!
Ao chegar do outro lado basta devolver a bicicleta (na hora que você aluga o funcionário já explica onde devolver) e pegar o barco para voltar!

Na volta aproveite para tirar foto na Chie no Watourou! Reza a lenda que ao passar o corpo três vezes pela roda traz sabedoria! Não custa tenta não é mesmo?





Experimente um dos doces mais famosos do local, no Ryutounomatsu, uma lojinha bem perto da entrada, fácil de achar! Lá peça pelo Dora Aisu, um mix de sorvete de chá verde com doce de feijão, mochi e dorayaki! Delícia!


Se tiver um tempinho, conheça esta linda cachoeira, a Kanabikinotaki, antes de ir embora! Fica a pouco mais de 15 minutos de Amanohashidate! 


A queda é de 40 metros altura e possui cerca de 20 metros de largura!
Tem espaço para sentar e relaxar, escadas com corrimão bem firme que facilita o acesso para crianças e idosos, um banheiro que fica no começo da trilha e um pequeno estacionamento!
 
Nos despedimos de Amanohashidate  e seguimos para Izushi, em Hyogo! 


Izushi
Este é o Shinkorou, o relógio em torre mais antigo do Japão, datado de 1871 e que funciona até hoje!

Izushi é um local muito interessante de conhecer  que pouco se vê nos roteiros convencionais. Trata-se de um pedacinho do Japão onde parece que o tempo parou! Mas é um pedacinho mesmo pois a vila toda você faz a pé mesmo, em menos de 2 horas. 




Izushi é conhecida nacionalmente pelo seu zaru soba. Lá eles criaram um jeito diferente de degustar esta especialidade. Primeiramente o macarrão é servido em pequenos pratos. Junto você tem o ovo, nabo, cebolinha e o molho. E ai cada casa sugere comer numa ordem! Experimentamos de todos os jeitos! Hahahahaha! A concorrência é grande, neste pequeno vilarejo você vai encontrar mais de 50 lugares que servem o macarrão! 




Aliás, não só isso! Você também poderá provar o sorvete de macarrão e a cerveja de macarrão! 



 No final da tarde seguimos agora em direção ao nosso hotel para descansar e poder curtir o famoso Castelo Takeda no dia seguinte!



O Castelo Takeda 





Dica – acorde cedo para ir no castelo, rs! Quanto mais cedo chegar melhor a vaga para estacionar!  
Como não conseguimos chegar muuuuito cedo (chegamos 10 da manhã), tivemos que deixar o carro no estacionamento de um AEON próximo e de lá pegar um ônibus. Este ônibus é arranjado pelo turismo local, assim que você chega no estacionamento do castelo e vê que está lotado eles já te redirecionam para outros estacionamento e ensinam como pegar o ônibus turístico.


O castelo foi construído 1441 por Otagaki Mitsukage, um importante senhor da região. Foi conquistado em 1577 por Hideyoshi Toyotomi e colocado sob o controle de seu irmão mais novo, Hidenaga.

O ideal é parar no estacionamento da estação de Takeda e de lá pegar o ônibus que faz toda a rota. O valor varia de acordo com a distância, mas não passa de 260 ienes por pessoa. Eles te entregam a tabela com os horários também para não perder o ônibus da volta!
A parada é no começo da montanha. De lá, seguimos a pé. Até a entrada principal são cerca de 20 minutos de caminhada!



Akamatsu Hirohide, o último senhor do castelo, lutou na batalha de Sekigahara em 1600 e foi acusado de incêndio criminoso. Ele cometeu seppuku e o castelo foi abandonado hoje restando somente suas ruínas!

Dica – Vá com calçado confortável! Nada de salto pois a subida é agradável mas não deixa de ser uma boa subida! Rs!

Na entrada você paga 500 ienes o ingresso e ai é só curtir a vista incrível! O lugar é muito bonito, com uma vista impressionante! Vale a pena caminhar com calma e apreciar cada lugar!

Bom passeio a todos!

Amanda

2 comentários:

  1. Ameeei todas as dicas do seu blog 😍😍👏
    E fiquei totalmente curiosa e ansiosa p visitar todos os lugares!!! 😍

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse roteiro, já estava planejando conhecer essa região, obrigado pelas dicas!

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!