segunda-feira, 14 de março de 2016

Nossa aventura por Portugal - Parte 1: saindo do Japão




Sempre quando penso em Portugal hoje em dia, a primeira coisa que me vem na cabeça é: por que demoramos tanto para conhecer esse lugar!
Meu Deus! Por que não fui antes para esse país?
Pois é! Todos falam em conhecer Paris, Roma, Londres, mas e Lisboa? Sempre acaba sendo a segunda opção. E eu não fugi desta regra. Percebo que quanto mais viajamos, mais queremos desbravar novos lugares! E junto dessas experiências vem o desejo de mais e mais conhecimento. Lembro que cogitei Portugal algumas vezes mas sempre adiava por um ou outro destino! Afinal, é tanta coisa que a gente quer ver nessa vida né?



Bem mas por onde começar?!
Já tínhamos passado um ano novo maravilhoso na Austrália e depois na Tailândia. Queríamos mudar nossa rota e passar a virada de 2015 para 2016 em algum lugar na Europa e Portugal caiu como uma luva por ter um clima agradável mesmo no inverno segundo nossas pesquisas.
E o fato de estarmos indo para a Europa para estudar já ligou todos os pontos! Tivemos uma pausa no nosso trabalho de 1 mês e aproveitamos para fazer os roteiros que desejávamos, mas de maneira compacta já que os namorados teriam que voltar em pouco mais de 1 semana de viagem. Então decidimos pelo seguinte cronograma:
4 dias em Portugal (Lisboa, Sintra e Porto)
4 dias na Espanha (Barcelona, Girona e Tarragona)

Foi muito, mas muito pouco tempo para fazer tudo, mas como dizem: é o que tem para hoje, rs!

Como nossa data de retorno seria diferente da dos respectivos namorados, embarcamos em horários diferentes também. Eles foram dia 30/12, 7 da manhã, de maneira muito confortável pela minha companhia aérea preferida, a KLM. 
Já nós, nos aventuramos em uma jornada bem maior. 


Achamos uma passagem bem barata de ida e volta com as conexões que desejávamos, mas pela Turkish Airlines. Detalhe que tivemos que fazer conexão Osaka – Tóquio, o que garantiu um dia de aventuras na capital japonesa também, rs. 


 O problema

Nosso vôo era às 22:00 saindo de Narita para Lisboa. Até aí, tudo certo. Aproveitamos um dia delicioso em Shibuya antes de ir para o aeroporto. Contudo a alegria e ansiedade deu lugar ao terror. Sem brincadeira nenhuma. Era dia 30, 19h, e a angustia começou. Chegamos no nosso balcão para fazer nosso check in tranquilamente. A funcionária da Turkish pegou nossas passagens e já fez uma cara estranha. E ela me solta do nada:
     - Vocês não vão embarcar hoje! A Turquia está com problema no aeroporto e o embarque será atrasado um dia, ou seja, vocês irão até Istambul. Dormirão lá no aeroporto, um dia, e chegarão no seu destino dia 1 de janeiro.

“Como assim?” – pensei na hora!
Os meninos estavam já em Lisboa e nós teríamos que perder um dia da nossa viagem e passar o ano novo sem eles!

Aí começou a bater o nervoso! Expliquei de todas as formas que tínhamos que chegar em Lisboa dia 31/12 conforme o programado. Que não aceitaríamos desculpas.
E ela só se desculpando e mostrando o mapa do aeroporto de Istambul com o hotel que usaríamos para dormir o tal dia por lá!

Me bateu uma revolta tão grande que pedimos diversas vezes para eles fazerem alguma coisa! Segundo ela não tinha o que ser feito, todos os vôos lotados, não tinha como nos encaixar. 
Aí apelei, rs! E funcionou! Com a cara de choro disse que precisaríamos de qualquer jeito estar lá dia 31! E “não” não seria resposta! Pedimos para ela dar um jeito!
Observando nosso desespero, outra funcionária se juntou à nos e pediu para que aguardássemos.
Alguns minutos depois, essa outra funcionária chegou com uma nova passagem! Ela conseguiu nos encaixar em outra companhia aérea para partirmos naquele dia mesmo e chegarmos no dia 31/12 como previsto. Respiramos aliviadas! Ufa! Que novela! Mas não terminou por ai!
Estávamos no aeroporto de Narita e o vôo saia do outro aeroporto, o de Haneda, que fica mais ou menos a 1h30m de onde estávamos. Tivemos que sair correndo, pegamos um ônibus que conecta ambos aeroportos (muito bom por sinal) por 3000 ienes a passagem para cada. Chegamos em Haneda e ai só alegria! Finalmente embarcamos!
Na versão anterior nós iríamos de Narita para Istambul  e de Istanmul para Lisboa direto. Tudo operado pela Turkish!
Nesta nova passagem fomos de ANA para Frankfurt na Alemanha e de lá embarcamos na TAP para Lisboa.
O avião da ANA foi bem ruinzinho. Poltronas micro, pouco espaço, sem muita opção de entretenimento e comida bem sem graça. Se fosse para escolher pagar, eu não recomendaria a ANA não, além de tudo, pelo que pesquisei, a ANA tem muitos voos diretos para a Europa, como esse que fomos, sem escalas Haneda – Frankfurt, mas ela é muito mais cara. Enfim, a dica que dou aqui é, se puder escolher outra companhia, eu recomendo, rs.

Na imigração
 
Nossa! Tinha ouvido falar que a imigração europeia estava mais rígida devido aos fatos recentes e tudo mais, mas não imaginava que estava tão rigorosa assim. Entramos na Europa por Frankfurt, foi tranquilo pois tínhamos todos nossos documentos em ordem mas senti um ar mais tenso vendo outras pessoas passarem antes de nós pela imigração. Muitas perguntas, muitos papeis, muitas conversas. Estava bem bagunçado mesmo, filas fora de ordem, milhões de pessoas esperando para serem atendidas, um caos. Quando chegou nossa vez tudo foi muito simples mas tivemos que mostrar todos os nossos documentos, inclusive a passagem de volta para o Japão.
O aeroporto de Frankfurt é enorme, lindo, cheios de coisas para ver e fazer! Uma pena que estávamos com pressa! (adoro aeroporto!)
Embarcamos logo em seguida para Lisboa pela TAP, companhia aérea portuguesa!
Adorei viajar pela TAP! Poltrona confortável, banheiros limpos e serviram um bom lanchinho também! Super recomendo! Está no meu top 5 melhores companhia aéreas que já viajei! Rsrsrsrs! E que surpresa poder falar português pela primeira vez na Europa! Muito engraçado!

E chegamos finalmente na manhã do dia 31 de dezembro em Lisboa! Ufa! Que jornada!

Continua no próximo post! 

Amanda

Um comentário:

  1. Morei em Portugal em 2010, foi a viagem da minha vida, lugar lindo, comida boa, gente bonita e vinhos...ahh que maravilha são os vinhos, tão baratos e deliciosos, hoje moro no Japão, mas pretendo voltar a Portugal sem duvidas.
    Em relação a imigração, quando eu cheguei também foi tenso, mil perguntas, revistaram minhas malas, foi bem constrangedor, mas passei...fora isso lá é 10

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!