sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Dica de leitura - Cinder!


Olá meninas, a Amanda me convidou para mais uma participação aqui no Clube da Necessaire e é claro que eu aceitei!
Hoje quero dar uma dica de livro, ou melhor de uma saga que eu acabei de ler o primeiro livro e gostei muito.

O Cinder, primeiro livro das Crônicas Lunares da autora Marissa Meyer que traz uma releitura ao conto da Cinderela. As crônicas ainda tem mais três volumes, Scarlet (Chapeuzinho Vermelho), Cress (Rapunzel) e Winter (Branca de Neve), esse último livro será lançado em 2015. Todas ambientadas em um futuro distópico.



Vou começar  falando que esse livro me chamou a atenção pela capa, umas das mais lindas que já vi.
O sapato vermelho em vez do famoso sapatinho de cristal já é um diferencial e a perna mecânica é algo que chama a atenção.
É um livro de distopia, coisa que eu adoro.
Num futuro a lua será habitada por humanos, ciborgues, lunares e andróides. Cinder é um Ciborgue       (humana com uma parte robótica) que ficou órfã e foi adotada aos 11 anos, mas logo após ser adotada seu pai morre e ela fica com sua madrastra e irmãs. Trabalha como mecânica e sustenta a família. Tem uma robô amiga e companheira chamada Iko. Gente eu adorei a Iko. E é claro que não pode faltar um princípe num conto de fadas, e aqui ele é o Príncipe Kai.

Esse é o primeiro livro publicado da autora. A história é bem legal e mostra essa Ciborgue bem especial e diferente de qualquer outro de sua espécie. É bem legal como a autora conseguiu mesclar os elementos do conto de fada com uma crítica à sociedade em que Cinder vive, a relação entre humanos e ciborgues, política e até mesmo uma doença contagiosa onde se testa as vacinas em ciborgues.

Achei que faltou um pouco mais de informação e explicações  sobre a sociedade, sobre a cidade e como as colônias lunares são. O pano de fundo da história não é tão explicado e espero que nos próximos livros a gente tenha uma idéia melhor de todo o cenário. Ciber vive em Nova Pequim, mas também são sitados outros lugares como a Europa, por exemplo e eu não entendi se as "cidades" e "continentes" são uma cópia das que existem na terra.

É um YA (young adult) mas não é chatinho nem tem diálogos chatos. Não tive vontade de pular páginas ou capítulos como aconteceu com o "A Culpa é das Estrelas" do John Green.

Quem gosta de distopias com uma temática mais cyber vai gostar desse livro.
Estou muito curiosa para continuar lendo a saga, que também estão com capas lindas de viver.




Bom, espero que gostem da minha dica! Um beijão a todas vocês!


Michele (LovLilac.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!