quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Viagem - Dicas e idéias para montar a sua mala!

Hora de fazer as malas!

Falta muito pouco para o Obon Yasumi, descanso mais do que desejado por todos nós!
Explicando para quem não mora no Japão, na próxima semana teremos um feriado prolongado por aqui! Ocasião que muitos aproveitam para tirar as merecidas férias e viajar um pouco! E quando o assunto é viagem, o tema "mala" não pode faltar certo?!



Preparar mala de viagem não é tarefa fácil. Quando fui pela primeira vez enfrentar o inverno europeu por uma semana, não sabia exatamente o que levar. Claro que o clima de lá nesta época não difere muito do que o que encontramos aqui no Japão. Contudo, tive que ponderar vários fatores, dentre eles o tempo que pretendia ficar andando ao ar livre uma vez que isso iria exigir uma proteção extra e também quantas vezes pretendia trocar de roupa.
Foram apenas 5 dias mas confesso que minha cabeça ficou em parafuso. Todos os blogs que eu visitava a respeito de traje correto para inverno europeu me assustavam! Diziam que era bom se preparar para fazer o famoso estilo "cebola", camadas sobre camadas de roupa. Foi uma loucura! Comprei várias peças estilo "segunda pele", levei casacos pesados, cachecol, blusas... A mala lotou e no final ficou tudo meio que desorganizado! Ia pegando as peças, olhava e colocava. Pensei nas quantidades mas sempre colocava um "extra" pois na minha cabeça vai que eu resolvesse escolher outra roupa de última hora né? Rs. Isso realmente não funciona muito bem. Mas é com as experiências que vamos melhorando e devido à várias delas mudei muito o jeito de fazer as malas!


Inverno na Europa

Ah e sobre o inverno europeu! Claro que isso deve variar muito de ano para ano e de pessoa para pessoa mas em Paris eu passei até calor, rs! Isso porque costumo sentir muito frio! Uma blusa de manga comprida e um casaco foram suficientes! E muitas vezes queria tirar o casaco mas ele era tão pesado para carregar na mão que eu acabava desistindo. Já em Londres não agüentei e tirei o casaco! Estava cerca de 8 graus mais ou menos mas andando na rua o corpo fica quente e você acaba sentindo até desconforto com muita roupa. Agora se você pretende ir para Bruxelas ai sim recomendo uma segunda pele além da blusa e casaco! Lá é muito gelado! A sensação térmica para mim era que estava abaixo de 0 sendo que na realidade os termômetros marcavam 3 graus. Muito frio! E creio que isso deve valer para a Alemanha, países nórdicos e leste europeu! Inverno ameno mesmo como peguei em Paris talvez só na Espanha, Portugal ou Itália.
E não posso deixar de dizer que é essencial você levar um calçado muuuuito quentinho e confortável! As famigeradas botas estilo UGG são a pedida. Muita gente pode achar feio, eu me incluía neste grupo. Mas meu pé ficou super aquecido o dia todinho, não doeu, não fez bolha, parecia que estava pisando em nuvens. E olha que cruzamos Londres de ponta a ponta a pé! Deixamos o metro e ônibus de lado e fomos caminhar pela cidade toda! A UGG não me deixou na mão em instante algum!
E a melhor dica com certeza é um bom trench coach! Peça indispensável em qualquer guarda-roupa na minha opinião!



Falando na Itália, a primavera!

A primavera na Europa com certeza deve ser a melhor época do ano! Pelo menos para nós, turistas. Clima super agradável, fresco e delicioso para as pernadas! Na Itália estava tudo florido, coisa mais linda de se ver! Durante o dia uma camiseta ou blusinha com calça já eram suficientes! Contudo, é imprescindível levar um casaquinho na bolsa! A tardezinha já começa a esfriar e a noite é um pouco mais gelada, mas nada que um cardigan não resolva.
Durante o dia a temperatura variou entre 18 a 20 graus. Em dias mais ensolarados chegou a 25, 26. Já de noite a sensação térmica era de um "vento geladinho" sabe? Cerca de 15 graus. Mas agradável, sem  uma blusa também daria para suportar.
Sobre calçados. Hum, questão problemática! Eu levei o tênis que considerava o mais confortável possível e mesmo assim tive problemas com bolhas! Mesmo sendo um tênis velho e já usado. Portanto recomendo muito que você leve o que você tiver a absoluta certeza que é confortável de verdade! E se você também gosta de andar muito como nós, deixe a sapatilha e sandália rasteirinha em casa! Todo mundo quer sair bem nas fotos mas o primordial é estar com os pés inteiros no final do dia, hahahahah! Eu já vi muitas blogueiras que falam que levam um sapato de salto na bolsa e trocam só para tirar a foto! É uma opção!

Ah! Mais uma dica: se seu destino for Itália e suas belas igrejas ou mais precisamente falando, Vaticano não vá com short curtinho,  mini saia, roupa decotada, etc. Inclusive acho que chinelo estilo havaianas também não era permitido. Na entrada há um aviso comunicando sobre a restrição de certos tipos de vestimenta dentro do local. O ideal é estar  com o básico mesmo, uma blusinha/camiseta, calça e um calçado. O mesmo vale claro para os homens! Nada de bermuda nem regata!


E o verão?

A nossa última viagem foi para a Austrália bem no alto verão! Estava esperando um sol de 40 graus, quente que nem no nordeste brasileiro! E não é que me enganei? Estava quente sim mas nada que causasse desespero (principalmente para uma pessoa que não gosta de verão como eu, rs). Lá bate um vento tão gostoso que é impossível não amar o clima! Aliás, é impossível não amar o país! Cada vez que lembro de lá me bate uma saudade tão grande! Nós ficamos em Gold Coast mas conhecemos também um pouco de Brisbane e Sunshine Coast. Se sua viagem for para essa região recomendo roupas leves e bem fresquinhas. Nós fomos no final de dezembro de 2013 e ficamos a primeira semana de 2014 por lá. Na Austrália todos usam chinelo para ir em qualquer lugar que seja! Pelo menos foi o que vi em Gold Coast. As australianas sempre com vestidos, saias e short.
Recomendo para esta viagem um par de chinelos bem confortáveis! E esqueça aqueles baratinhos! Eu já sofri muito com este tipo de calçado numa viagem para Kobe. Comprei aqueles da Nike que vende em outlet e foi a pior experiência da minha vida! Eles não são feitos para andar muito, ou seja, seu pé começa a doer muito rápido! Pelo menos em mim foi assim! Leve um que comporte todo o seu pé de maneira bem espaçosa, acho que isso vale para qualquer viagem de verão. E que possua um solado de qualidade. Isso faz toda a diferença.
Recomendo também para este tipo de viagem um bom repelente! Principalmente se o programa incluir cachoeiras dentro da mata!

Sobre a mala em si

Abaixo são os dois vídeos que me ajudaram bastante quando fui fazer a minha mala de inverno para a Europa:


Existem centenas de vídeos de blogueiras, mas estes dois foram os mais simples e funcionais para mim!

No começo como eu disse acima, eu ia pegando a roupa e colocando na mala. Meio sem direção certa. Só com aquele cálculo básico sabe? 7 dias? Então 7 camisetas, 2 calças, 2 saias, e por aí vai! O ruim de fazer assim é eu você acaba levando muita, mas muita coisa desnecessária! Muita peça que você nem vai usar e ocupa espaço de bobeira!
Já na viagem para a Itália comecei a pensar mais em dias. As perguntas essenciais são: para onde vou e o que vou fazer. Se no cronograma estava marcado que ia para o Coliseu de manhã e a tarde para o Vaticano, programava o look para usar nesta ocasião, ou seja, nada de bermudas, regatas e afins. Começou a ficar mais claro. Mas a organização da mala ainda não estava me agradando. Antes eu fazia os famosos "rocamboles" para caber mais peças.
Os "rolinhos" de roupa
Não adiantava muito! Chegava no destino e tinha que ficar adivinhando qual "rolinho" abrir primeiro. Além de amassar mais na minha opinião. O jeito de dobrar tradicional acaba sendo mais eficaz. Mas claro tudo isso vale para viagens curtas, nas quais você não precisa se preocupar em levar a casa toda. Se for uma mudança por exemplo, ai o jeito de fazer a mala muda completamente uma vez que a intenção é fazer seu guarda-roupa inteiro caber nela, rs.
Mas foi só na viagem para a Austrália que realmente consegui começar a pensar melhor em como organizar a mala de maneira mais funcional e prática.
Vi este vídeo da Fafella e concordei muito com a linha de pensamento dela:


Ela já pensa no look completo e leva ele montado! E foi assim que comecei a fazer! Funciona muito bem, ocupa bem menos espaço e você não perde tempo escolhendo qual roupa usar no dia. Já está pronto e elaborado por você!
A dica então seria: monte sua mala por looks, seguindo o cronograma da viagem.


Look montado

Peças separadas por dia
Prove as peças antes de mais nada! Faça as combinações que mais lhe agradam. Pense no dia, no que vai fazer, nas fotos que pretende tirar, no clima, no horário etc.

Após combinar tudo, separe os conjuntos e guarde-os na mala dessa maneira. Particularmente eu prefiro colocar em saquinhos por dois motivos: é mais fácil para achar pois não bagunça o restante das roupas e caso não use algum look, ele não irá ficar sujo já que não terá contato com as roupas usadas por estar protegido no saco plástico.

Peças separadas por look
O mesmo vale para os acessórios. Já deixo separado e fica muito mais prático do que jogar tudo junto e misturado numa nécessaire. Assim você consegue visualizar bem e escolher rapidamente. E vale deixar o "kit" todo junto também, roupa de acessórios no mesmo saquinho! Facilita e muito! Você só acorda de manhã e pega seu look prontinho!




Se vocês tiverem mais dicas por favor não deixem de comentar! Caso conheçam vídeos legais sobre o assunto indiquem também! Vou adorar assistir!

Um beijo,


Um comentário:

  1. EXCELENTE A IDEIA DE DEIXAR O LOOK PRONTO SEPARADO EM SACOS!

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!