domingo, 10 de novembro de 2013

Manchas de Pele - Parte 1 - Conhecendo a sua mancha!

"Mesmo usando cosméticos de renome, que sempre estão nos rankings dos mais vendidos, não sinto efeito algum sobre minhas manchas!
Você já teve esta sensação?"

Estava buscando informações sobre novas opções de produtos para clarear manchas e cai num blog japonês no qual havia um post com esta pergunta.  E sim, eu já tive esta sensação, pensei na hora! Já usei de TUDO mesmo, desde marcas famosas como Lancôme, Clarins, Shu Uemura, Helena Rubinstein, CHANEL, até as japonesas como Shiseido, Kanebo, Kao, Kosé, POLA passando pelas mais baratinhas como Orbis, Chifure, etc. Já fui em dermato também. Muita coisa já foi testada, mas sabe quando chega uma hora que você sente que tem que mudar?! Que se estas marcas mais comentadas não estão dando resultado, quem sabe buscar outras alternativas?! Pois é!
Você também se sente assim?! Se sim, vem comigo e acompanhe a série "Manchas de pele" aqui no blog!!!

Muitas opções, muita informação!

Atualmente no Japão existem milhares de opções de cosméticos que "prometem" o clareamento de manchas. Os componentes em sua grande maioria possuem quase os mesmos "ingredientes de branqueamento" aprovados pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência Social japonês. Contudo, deve ser considerado diversos fatores quanto ao efeito esperado já que o mesmo não depende somente de marcas de renome e ingredientes revolucionários. Em muitos casos, é necessário intervenção médica adequada para realizar um tratamento específico que varia de pessoa para pessoa. 

Mas se a questão em si for comprar cosméticos, é interessante na hora de fazer a escolha do seu produto observar três pontos:

1- Conheça sua mancha - as manchas não são todas iguais e com isso, o tratamento também não deve ser generalizado
2- Conheça os componentes - busque informações sobre os ingredientes dos produtos que você pretende comprar antes de adquirir. 
3- Examine mais amplamente suas opções. Não se prenda à produtos da moda! Escolha o que lhe for mais adequado à você, não se restringindo somente a 2 ou 3 marcas. Abra seu leque de opções e conheça novas empresas.

Tipos de manchas

O primeiro passo sem sombra de dúvidas é conhecer a sua mancha. Compreender melhor para saber qual tratamento é o mais adequado. O ideal é ir à um dermatologista que poderá avaliar de forma precisa seu problema e ajudar no solucionamento do mesmo.
Existem diversos tipos de manchas,  mas aqui vamos abordar somente as mais comuns e mais simples que são as sardas, melasmas, manchas causadas por lesões e manchas senis.


Efélides (em japonês そばかす - Sobakasu)



Conhecidas como "sardas". São muito comuns, especialmente nos ruivos e pessoas de pele clara. Geralmente amarronzadas são encontradas no rosto e áreas descobertas. Surgem muitas vezes na infância, por volta dos 5 anos de idade, quando ocorre por um aumento de melanina na camada basal da epiderme. As manchas variam de 1 a 6 mm, são geralmente irregulares. Em artigo escrito pela  dermatologista Dra. Aline Viera, ela cita: 
"Elas aumentam em número, tamanho e profundidade de pigmentação nos meses de verão (quando ficam mais escuras), e diminuem em número, tamanho e ficam mais claras nos meses de inverno. Nas sardas não há aumento do número de melanócitos (células que produzem melanina). Mas há aumento da produção de melanina pelos melanócitos existentes. Geralmente elas param de surgir antes da adolescência e permanecem por toda a vida, mas também pode surgir de forma repentina no adulto. As pessoas com sardas possuem um maior risco de desenvolver um câncer de pele, por isso é importante o acompanhamento com um dermatologista. Ela pode existir isoladamente ou estar associada a síndromes (algumas doenças que possuem as sardas como sinal, por exemplo, o xeroderma pigmentoso, neurofibromatose). Também é importante a diferenciação da sarda com outros distúrbios de pigmentação, para que seja estabelecido o tratamento correto."


Lentigo Solar (em japonês 老人性色素斑 (Roujinsei Shikisohan)

Mancha de cor variável desde amarelada até marrom mais escuro. A melanose solar, também conhecida como “manchas senis”, são manchas mais comuns em pessoas com idade avançada. Contudo, não são provocadas pela idade e sim pelo tempo de exposição ao sol. Pode-se perceber que os locais mais escondidos, como a axila e a parte interna dos braços, mesmo tendo a “mesma idade”, não são afetados pela melanose solar. 
Elas surgem ao longo da vida, principalmente em pessoas de pele clara. Essa pigmentação ocorre por causa do dano solar acumulado ao longo dos anos, que se reflete no aumento do número de melanócitos (células que produzem o pigmento), produzindo mais melanina e escurecendo a pele através das manchas. Os locais mais comuns de aparecer são nas áreas que ficam muito expostas ao sol, como o dorso das mãos e dos braços, a face, o colo e os ombros. 


Melasma (em japonês 肝斑 - Kanpan)


É uma hipermelanose adquirida no rosto e que de um modo geral afeta as mulheres, podendo afetar homens em até 10% dos casos. A coloração varia de marrom claro a marrom escuro e ocupam de forma simétrica a fronte e maçãs do rosto. O melasma pode ocorrer sem causa aparente ou associado à gravidez, uso de anticoncepcionais, ou ainda com o uso de certos medicamentos. Pode ser chamado também de cloasma, "máscara da gravidez".É de incidência comum, especialmente em pessoas de pele mais escura que tomam anticoncepcionais e moram em climas quentes.
A melhor forma de se prevenir do melasma é usando filtro solar todos os dias, independente do clima e do local que esteja.


Manchas causadas por lesões (em japonês 炎症性色素沈着  - Enshougoshikisochinchaku)



São aquelas manchas causadas por acne, queimadura, machucados, alergias, picada de inseto, dentre outras lesões. Costumam ter cor roxa ou rosada no começo, mudando para tons castanhos com o passar do tempo. 

5 comentários:

  1. Esse post me ajudou muito Amanda,eu preciso ir em um dermatologista logo.
    Tenho muitas sardinhas e me incomoda,mesmo as pessoas achando bonito kkk
    e uma outra que ja fiz laser,peeling e nada de melhorar =/
    Estou aguardando os outros posts! beijos beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, há dois anos apareceu um melasma no meu buço... Nunca depilei, pois nem tinha pelos no local. Acredito que foi mesmo por exposição ao sol sem protetor na adolescência e pelo uso do anticoncepcional. Fiz peeling e tudo mais, mas não adiantou, a mancha volta sempre. Basta esquentar um pouquinho e me se sinto a mulher bigode. É horrível! Como eu queria voltar a ter meu buço lindinho e clarinho..... Bjs, bom post.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!