Início

quarta-feira, 23 de março de 2016

Quanto custa fazer um intercâmbio?


Quando soube que minha amiga Lika iria fazer um intercâmbio em Londres por 3 meses lembro que pensei na hora: "Nossa, quanto será que custa um intercâmbio?"
Não tinha idéia de valores nem sabia por onde começar a pesquisar! Hoje vejo que se tivesse me empenhado mais com certeza teria ido junto nessa aventura e quem sabe, morando na Austrália como ela! rs! 
Às vezes colocamos barreiras, obstáculos em sonhos que queremos atingir simplesmente por medo; sair da nossa zona de conforto nem sempre é fácil, por mais que o objetivo em si seja compensador, sempre temos aquele pé atrás, aquela interrogação e a voz dizendo na nossa cabeça: "E se não der certo? Será que vale a pena mesmo?"
O nosso pior inimigo, quem sempre consegue nos bloquear e muitas vezes nos prender em situações que não desejamos está bem diante do espelho. Enfrentar a nós mesmos, diariamente, é uma tarefa árdua, mas não podemos permitir que os nossos sonhos sejam deixados de lado por nossas fraquezas, medos e incertezas. Chegar aos 50, 60 anos com aquela dor do arrependimento. E a terrível questão: "E se eu tivesse tentado? E se eu tivesse feito?". 

Muitas pessoas desistem antes mesmo de cogitarem a possibilidade de fazer um intercâmbio por achar muito caro, algo impossível, só para poucos. Confesso que muitas vezes cheguei a pensar isso também mas hoje vejo que não é verdade! Óbvio que não é barato! Mas com muito planejamento, dedicação, foco e força de vontade é possível sim! Basta alinhar sua rotina e seus gastos com o seu objetivo. Isso inclui abrir mão de muitas coisas sim, mas é um sacrifício válido por uma causa bem maior.

Meus amigos turcos do intercâmbio
No post de hoje quero falar um pouco sobre valores. Afinal, esse tópico é indispensável em qualquer planejamento não é verdade?
Vou listar aqui mais ou menos uma média de gastos para 1 pessoa para ficar 1 mês estudando em Malta (valores em ienes):

1-     Passagem aérea: paguei 86.890 ida e volta (a mais barata que achamos foi pela Turkish Airlines)
2-  Aluguel do apartamento: 73.000 (você encontra preços muito mais baratos, inclusive se quiser dividir o quarto com mais pessoas ou ficar em hostel, este valor cai pelo menos uns 30%. Pagar por este apartamento foi uma opção nossa mas haviam outras opções mais em conta)
3-     Curso de inglês: 115.000 (este valor é para o curso intensivo de 4 semanas, das 9:00 as 15:30)
4-     Seguro Viagem: 16.170

Os gastos básicos são mais ou menos 291.060 ienes. 
Colocamos ai cerca de 100 euros por semana para alimentação e transporte, o que da cerca de 400 euros para um mês, ou,  50.000
Soma-se ai uma reserva de 200 euros para passeios ou uma emergência, ou seja, mais 25.000
Totalizamos ai 366 mil ienes (cerca de R$12.000,00) para passar 1 mês estudando bem tranquilo, sem  maiores preocupações.
Como disse antes, acredito que seja possível economizar muito mais tanto na acomodação quanto na escolha da escola. Esse valor é somente uma estimativa bem básica mas já dá para ter uma noção de um valor para começar a pensar caso seu sonho seja estudar inglês em outro país! 

Se vale a pena?
Só posso dizer que foi a melhor época da minha vida! 

Minha classe

Logo mais sai um post sobre nossa escola! :)

Um beijo,

Amanda

segunda-feira, 21 de março de 2016

Bom e barato - Creme para prevenir e tratar estrias da Palmer's!


Hoje trago as impressões de um creme para tratamento e prevenção de estrias bem baratinho mas que parece ser bem eficiente! Trata-se do Massage Cream for Strech Marks da Palmer's.
Segundo a marca, este creme ajuda a reduzir o aparecimento de estrias através de uma mistura única de pura manteiga de cacau, vitamina E, manteiga de karité e Bio C-Elaste. O "Bio C-Elaste" é uma poderosa combinação de colágeno, elastina, centella asiática, óleo de amêndoa doce e óleo de Argan. Este concentrado ajuda a melhorar a elasticidade e maleabilidade da pele durante e após a gravidez. Ideal para áreas como como barriga, quadris, coxas e busto. Também recomendado para estrias associadas com as flutuações de peso.
Com o uso regular, a elasticidade da pele melhorou em 97% nos casos testados.








Hipoalergenico, livre de parabeno e dermatologicamente testado. 

A manteiga de cacau é um rico hidratante naural que deixa a pele macia e sedosa. Já a vitamina E é um poderoso antioxidante que ajuda a melhorar o aspecto de cicatrizes, estrias e imperfeições da pele. O colágeno na fórmula serve para promover maior elasticidade da pele e o óleo de amendoas é um super emoliente de absorção extremamente rápida que auxilia a reduzir as chances de surgimento de cicatrizes e marcas na pele. 


Quanto ao uso, recomenda-se aplicar em movimento circular suavemente na barriga, quadris, coxas, busto e outras áreas propensas a esticar. Use 3 vezes por dia ou o mais frequentemente possível.


O que achei 

Este creme me surpreendeu muito! Talvez por ser bem baratinho eu não acreditasse que fosse fazer tanta diferença! Mas o caso é que ele é muito mais poderoso do que parece!

Super denso mas sem ser pegajoso! Textura gostosa e muito hidratante mesmo! É um super creme que hidrata profundamente! O cheiro é muito gostoso, de chocolate com amêndoas parece! hahahaha dá até fome depois de passar!

Estou usando todos os dias e sinto a pele mais hidratada sem sombra de dúvidas!
Quanto as estrias é aguardar pois o tratamento é longo e a prevenção sempre é a melhor escolha na minha opinião! Até o momento, estou super satisfeita e recomendo!
O tubo vem com 125g mas rende MUUUUUITO pois um pouco já basta! 


Quanto custa e onde comprar

Quem mora no Japão pode achar neste site:
http://store.shopping.yahoo.co.jp/americana/odsl-b000egz3g6.html?sc_e=sydr_sspd ou no iHerb também! 
O valor é de 1,535 ienes! 

Um beijo,

Amanda

domingo, 20 de março de 2016

O que levar na mala para intercâmbio de 1 mês?




Confesso que quando o assunto é viagem,  arrumar mala é uma das etapas que mais me dá preguiça! E esta última aventura requisitou um esforço enorme pois tínhamos um limite de peso de 20kg para levar o suficiente para passarmos um mês na Europa, aliás, no inverno da Europa.  
Já estávamos preocupadas pois não teríamos como levar muita roupa de frio e lá iríamos precisar delas já que o inverno Europeu é tão gélido quanto o japonês. 
Eu já tinha tipo uma experiência em Londres, Paris e Bruxelas no inverno e realmente foi frio, rs!
Mal sabíamos que o inverno de Malta tá mais para verão do que qualquer outra coisa! Todos os dias ensolarados e batendo quase 20 graus! Rs!


Bem, o caso é que tudo depende do clima do lugar que você está indo. Se for em temperatura amena, consequentemente sua mala será mais leve pois são roupas mais leves. Agora se você está indo para o inverno assim como nós fomos, então ai vão algumas dicas básicas!

1-    Cheque antes de mais nada o limite de peso permitido pela sua companhia aérea. No nosso caso viajamos mais de 5 vezes de avião por diferentes companhias aéreas! Cada uma tinha sua norma de peso! Então tivemos que nivelar pela mais baixa, a da Ryanair, que foi 20kg.
2-   Tendo já a informação do peso permitido, faca uma lista das coisas indispensáveis como remédios, carregadores e tudo mais! Só para não ter perigo de esquecer algo extremamente importante! Afinal roupa você ainda consegue comprar lá fora, mas remédios como anticoncepcional não tem jeito.

Para passar 1 mês no inverno europeu eu levei mais ou menos:
1-     2 blusas térmicas, as famosas “segunda pele”
2-     4 calças
3-     3 camisetas
4-     5 blusas de manga comprida, estilo suéter
5-     2 casacos
6-     1 bota
7-     1 tênis
8-     Pijama
9-     7 pares de meia térmicas também
10-  Lingerie para 7 dias
11-  1 kit de roupa de academia (calca, top, camiseta, toalha)

Sinto que poderia ter levado até menos mas como nós não tínhamos tempo de lavar nada nos 7 primeiros dias de viagem, não teve jeito!

Somando isso com maquiagem, produto de higiene pessoal, cuidados com a pele e cabelo deu 20kg passando um pouco, rs! Mas não deu problema algum na hora de fazer check-in. 


Se você esta indo direto para seu intercâmbio pode levar menos roupa pois você poderá lavar logo. Agora se seu ritmo de viagem é acordar 6 da manhã e dormir meia noite como a gente, então melhor se prevenir e levar um pouco a mais.

Não esqueça de verificar a tomada também do país que você está indo! Isso é super importante e checamos erroneamente a tomada de Malta o que nos causou um pequeno transtorno. (tivemos que pagar 9 euros por um simples adaptador!).

Recomendo também deixar levado consigo uma cópia do seu passaporte! Eu prefiro xerocar e colocar em algum cantinho da mala! No caso de uma emergência pode ajudar.

Com estas roupas consegui  me virar também no frio da Alemanha e de Dublin, países com temperaturas muito mais baixas que Portugal e Espanha.
Então creio que esta quantidade de roupa seja bacana para quase qualquer pais europeu no inverno. (vou colocar aqui como exceção os países nórdicos que devem fazer -50 graus no inverno né, rs).

Um beijo,

Amanda

sábado, 19 de março de 2016

Como é voar por uma companhia aérea de baixo custo (low cost)




Durante nossa última viagem tivemos algumas experiências com as conhecidas empresas de “baixo custo” e quero contar aqui um pouco da impressão que tive de cada uma.
Para quem ainda não conhece, uma companhia aérea de baixo custo (ou low cost em inglês) é uma companhia aérea que oferece baixas tarifas eliminando custos derivados de serviços tradicionais oferecidos aos passageiros, baseando-se na simplicidade do serviço sem distinção de classes.
Na Ásia a mais famosa certamente é a Air Asia que já utilizamos várias vezes.  Aqui no Japão usamos a Peach e gostamos muito. E nesta última viagem embarcamos em 3 companhias aéreas distintas: a mais conhecida Ryanair, a Vueling e a Air Lingus. Usamos a Air Malta também mas acredito que ela não entra bem no padrão low coast apesar de ter valores muito bons, semelhantes aos da Ryanair por exemplo. Mas vou falar brevemente de cada uma delas caso seu destino seja Europa!



Ryanair

Esta daqui é a mais manjada por todos os viajantes. A empresa irlandesa lidera a opção de muitos quando o assunto é viajar barato. E confesso que dei muita risada durante nossa experiência.
Voamos do Porto em Portugal para Barcelona na Espanha. Comprei a passagem pela internet, tudo muito simples e fácil de fazer. O check in também, fiz tudo pela internet, sem maiores problemas.
Pela Ryanair você tem que pagar uma taxa se quiser despachar bagagem. E não é barato não. Nós tínhamos  cada um uma mala e tivemos que despachar pois todas passavam dos 10kg permitidos para levar na cabine.
A minha mala estava passando algumas graminhas dos 20kg, quaaaase chegou nos 21 (ou até passou não me recordo bem) e eu fiquei bem apreensiva na hora de despachar no balcão (o limite que comprei é 20kg). Mas foi tudo muito tranquilo, rápido e eficiente.
Pegamos uma chuva tremenda na cabeça para embarcar no avião, mas não vou culpar a Ryanair pois acredito que o problema seja a infraestrutura do aeroporto do Porto. Nós optamos também por escolher o assento então já sabíamos onde iríamos sentar logo de cara. Ficamos bem na frente e a chuva entrava quase que dentro do avião! Foi muito engraçado pois parecia que estávamos pegando um ônibus em São Paulo, hahahahahaha! Sem glamour algum, rs! Poltrona desconfortável, fico pensando como que uma pessoa com mais de 1.80 ou mais de 100 kg conseguiria viajar... mas pensando no valor, a gente tem que fazer uns sacrfícios né! Rs
O avião decolou e tudo bem normal! Até que os comissários começam a anunciar que estavam vendendo bingo e raspadinha! Hahahahahaha! Nunca tinha visto raspadinha sendo vendida em avião, que comédia! Foi uma viagem bem curta mas me diverti pelo menos! Contudo tenha em mente que você paga pelo o que você tem! É desconfortável sim, mas nada que não seja possível aguentar! Rsrsrs


Vueling

Nossa segunda experiência foi com a Vueling e essa companhia eu amei! Tudo foi muito bom! Voamos de Barcelona para Malta e foi uma viagem muito agradável. Começando com o check in, tudo tão fácil que dá para fazer ate de olho fechado! Sem complicação, eu já tinha impresso nosso cartão de embarque então foi só despachar as malas e embarcar. A aeronave não tem nem comparação com a da Ryanair. Muito mais confortável, poltrona grande, espaço (e o preço não difere muito com o da Ryanair dependendo do trecho é até mais barato).
A tripulação extremamente gentil e prestativa! Nos serviram até água, o que não acontece geralmente nestas companhias de baixo custo! Sensacional! Meu voo preferido!



Air Lingus

Voamos de Munique para Dublin de Air Lingus e confesso que não gostei, mas talvez seja por causa do mal atendimento. Já tinha feito o check in on line, tudo certo, assim como nas outras companhias aéreas.
Chegando no balcão para despachar a bagagem, a atendente com um mal humor incrível, perguntou:
-“Cade seu visto?”
E eu disse que nós brasileiros não precisamos de visto para a Irlanda caso a estadia seja inferior a 90 dias. 
Ela fechou a cara, mandou a gente encostar e disse que ia ver "como ficava nossa situação". Mas tudo de maneira bem grossa. Aguardamos na lateral e ela começou a atender outras pessoas. Até que surgiu um telefonema e ela devolveu nossos passaportes tipo quase que jogando sabe?! Nossa detestei!
A aeronave em si é igual a Ryanair. Pequena, desconfortável, feita para pessoas de 1.60 e 50 kg. Rsrsrs! Mas nada que não desse para aguentar! O conforto é o de menos na minha opinião pois sei pelo o que estou pagando. O caso é que fui muito mal atendida e isso sim tira pontos!


Destas 3 companhias, como vocês já podem prever, a que mais recomendo é a Vueling! Muito boa mesmo e possui preços excelentes! Foi a melhor Low Coast que já usei ate hoje! 

Ainda quero fazer um post sobre a Air Asia! :)

Um beijo,

Amanda

sexta-feira, 18 de março de 2016

Quanto custa uma viagem do Japão para Portugal?




Falar de preços é algo sempre complicado pois cada um tem um parâmetro e um orçamento diferente para calcular gastos. 
Contudo, acredito que seja interessante abordarmos esta questão também para tentar desmistificar um pouco a historia de que viajar é para poucos pois é algo muito caro. 
Acredito também que o conceito de “caro” e “barato” depende de cada um; viajar para mim nunca é visto como despesa mas sim como investimento. Para muitos pode parecer absurdo gastar 200 mil ienes numa viagem; para outros pode parecer loucura gastar 200 mil em um carro; já para outros tantos loucura maior seria gastar esse dinheiro com eletrônicos. Enfim, cada um tem sua "régua interna", sabe o que vale a pena para si e o legal de tudo isso é a gente respeitar a diversidade e a aprender com ela também! 


Mas falando de gastos! Todo mundo falava que Portugal era um país super barato, que iríamos comer bem pagando pouco e tudo mais. Porém, vai ai a primeira contradição. Não achei barato não. Você gasta muito menos em lugares como Budapeste, Praga e ate mesmo Viena! Em Viena gastamos bem menos do que em Lisboa, acreditem ou não.  Portugal para mim, não é barato, é “ok”. 
Quando fizemos nossa viagem pelo leste europeu gastamos pelo menos 30% menos do que em Portugal! 


Em Portugal, fomos nos mercados, comemos em boteco, comemos em restaurante bom também. Comemos comida de rua. Enfim, provamos de tudo e posso dizer que sobre valores, o lugar está na média mesmo! Amsterdã e Roma são lugares muito mais caros na minha opinião. 
Vamos tentar calcular:

O roteiro de Portugal começou dia 30/12/2016 e saímos de lá no dia 4/01/2016. Sim, é muuuuuito pouco tempo, mas é o que podemos fazer já que aqui no Japão nem sempre é possível pegar muitos dias de folga no nosso trabalho. Eu acredito que para conhecer bem o pais, de ponta a ponta, no mínimo 2 semanas. No mínimo, rs! Mas era o que tinha naquele momento e aproveitamos!
Nosso roteiro ficou divido entre:
30/12 , 31/12 e 01/01 em Lisboa
02/01 em Sintra
03/01, 04/01 no Porto (poderíamos ter ficado dia 4 inteiro no Porto, mas saímos cedo para seguir nosso cronograma)

Calculando uma média de valores para 1 pessoa que vai dividir o quarto com um amigo por exemplo (valores em ienes):

1-     Passagem aérea ida e volta:  87.000
2-   3 diárias em um hotel 4 estrelas no centro de Lisboa com café da manha incluso: 12.000 por pessoa
3-  1 diária de locação de carro automático  + combustível + pedágio + taxa de devolução em aeroporto diferente: 15.000
4-     2 diárias em um hotel 3 estrelas no centro do Porto sem café da manha: 6.000 por pessoa
5-     Para transporte, comida, atrações, dinheiro reserva, seguro viagem : 50.000

Temos aqui o valor total de 170.000 ienes para uma pessoa viajar tranquilo para Portugal e dividir um quarto com um amigo.
Da para economizar MUITO escolhendo hostel ao invés de hotel e comendo só coisa de supermercado. Fora isso, se estiver só em duas pessoas compensa pegar o trem para ir ate o Porto talvez. Nós estávamos em 4, então o carro saia mais barato no nosso caso.
É possível fazer essa viagem com uns 150.000 ienes ou menos com certeza! Cama em hostel com quarto compartilhado é super barato e comida sempre dá para dar um jeitinho né?!
Basta escolher que tipo de viagem que você sonha em fazer e direcionar o planejamento para isso! 


Um beijo,

Amanda